WordPress: Como corrigir o erro de página não encontrada (404)

Apesar de ser o Sistema Gerenciador de Conteúdo mais utilizado e ser praticamente uma unanimidade entre os desenvolvedores, o WordPress apresenta algumas dificuldades de configuração que podem tornar todo o seu site inacessível. Um dos erros mais comuns ao se utilizar a plataforma, é quando os posts/páginas apresentam problemas nos links, de forma que qualquer acesso leve ao erro de página não encontrada.

Fixing WordPress posts returning 404 error

Ao me deparar com esse problema, encontrei diferentes abordagens para solucioná-lo (que dependerão da causa) e ocorre que talvez seja necessário realizar todos esses procedimentos para corrigir o erro. Vou apresentar essas abordagens por ordem de probabilidade de solução, de forma que ao ir executando, você possa checar se o problema já foi resolvido e descartar as demais etapas.

ATUALIZAR OS LINKS PERMANENTES

Os links permanentes são a forma que o WordPress gerencia o caminho dos posts. Geralmente, utiliza-se o nome do post como referência para link permanente, uma vez que o caminho fica mais amigável. A primeira abordagem consiste basicamente em acessar a configuração de links permanentes (Configurações >> Links Permanentes) e clicar no botão de salvar (não é necessário fazer nenhuma alteração).

Update permalink settings

Esse procedimento atualiza seus links permanentes e na maior parte dos casos corrige o erro. Entretanto, dependendo das permissões de acesso no seu servidor, pode ser necessário modificar seu arquivo .htaccess (que controla os acessos do servidor Apache). No seu servidor, o arquivo .htaccess se encontra na raiz da sua aplicação WordPress (onde também se localizam as pastas wp-content, wp-includes, etc.). Você tem duas opções: a primeira é atualizar as permissões do arquivo e realizar o procedimento anterio

 

sudo chmod 666 .htaccess

 

Ou você pode alterar o arquivo manualmente para inserir o conteúdo que o WordPress estaria tentando inserir quando você clica no botão de salvar:

# BEGIN WordPress
<IfModule mod_rewrite.c>
    RewriteEngine On
    RewriteBase /
    RewriteRule ^index\.php$ - [L]
    RewriteCond %{REQUEST_FILENAME} !-f
    RewriteCond %{REQUEST_FILENAME} !-d
    RewriteRule . /index.php [L]
</IfModule>
# ENDWordPress

Esta é a solução trivial que soluciona a maior parte dos casos. Entretanto, pode ser necessário alterar configurações no apache que podem estar bloqueando a reescrita do arquivo.

HABILITAR MOD_REWRITE NO APACHE

Em alguns casos, o módulo de reescrita do apache precisa ser habilitado para atualização do arquivo. É possível habilitar esse módulo através do comando:

sudo a2enmod rewrite
Após o comando, é necessário reiniciar o servidor:
 

sudo service apache2 restart
 

Após reiniciar o servidor, o procedimento de salvar a configuração dos links permanentes é refeito. No meu caso, me deparei com um problema em que estes dois passos ainda não foram suficientes para solução do problema, sendo necessária uma alteração no arquivo de configuração do apache, explicada na próxima etapa.

ATUALIZANDO O ARQUIVO DE CONFIGURAÇÃO DO APACHE

O arquivo de configuração do apache está localizado em “/etc/apache2/apache2.conf” para a versão mais recente do servidor em uma máquina Ubuntu. No meu caso, foi necessário incluir uma configuração para o meu diretório do WordPress que permitia a sobrescrita (Allow Override). Supondo que minha aplicação estivesse em “/home/ronanlopes/ronanlopes”, por exemplo, seria necessário incluir o seguinte trecho no arquivo de configuração:

Directory /home/ronanlopes/ronanlopes
    Options Indexes FollowSymLinks
    AllowOverride All
     Require all granted
Directory>

Novamente é necessário o reinício do servidor, e em seguida acessar a seção de links permanentes no WordPress e salvar a configuração. No meu caso, este último procedimento foi o responsável definitivo pela solução do problema. Qualquer dúvida ou problema nos procedimentos utilize os comentários ou entre em contato!

  • 0 Usuários acharam útil
Esta resposta lhe foi útil?

Artigos Relacionados

Como testar a velocidade do seu site? Saiba porque medir e otimizar sua página web!

Você sabe como testar a velocidade do seu site? Saiba agora porque medir e otimizar sua página...

Tela vermelha no Google Chrome. O que fazer?

Digamos que um dia você entre em seu site e se depara com esta tela: Ninguém deseja passar por...

Criando redirecionamentos em PHP, HTML e .htaccess

Em muitas situações é necessário encaminhar o visitante para outro endereço, seja para um site...